9.7.07

vai ser um tomento de dias incontáveis voltar à vida normal

no despertar de manhã
seu abraço fará-me falta
sentir meu corpo acordado
na adorável sensação de um arrepio
com gosto de chocolate crocante

o seu puxar dos meus cabelos na medida
a gramatura das suas mãos alisando minha pele
o seu olhar...
o sorriso de lado...
a floresta que arrepiou minha espinha
que em silêncio gritava

vai ser difícil acordar amanhã sem você
tenho facilidade de me acostumar às coisas boas
e querê-las sempre

vou sentir saudade do seu calor de manhã
e das fogueiras que aos beijos apagávamos

vou sentir falta do verão
que nesse inverno cultivamos
e aos suspiros vou acordar
nos próximos dias da sua falta.

Um comentário:

Carol Bru disse...

juju, quanto tempo não venho me perfurmar por aqui!
saudades de vc, será que algum dia o ratos me receberá novamente? =)
lindo, lindo, lindo o seu poema!
beijos, querida.