2.11.07

o crepúsculo

a sombra da lua em meu corpo
ilusão que se despe
imagem que satisfaz
no vão de seus dedos
tempo que passa

vontades estagnadas
no segundo que se perde
em horas intermináveis
sem você

tudo flameja, pulsa, movimenta
e voa quando a seu lado estou.

Um comentário:

SAMANTHA ABREU disse...

Jú...
e porque não tem outro jeito...
é assim, opostas, desencontros e reviravoltas.

Lindo!

beijos!