8.2.08

processo criativo


sem conseguir escrever
rasgo as entranhas
e tento fazer das tripas tinta
dos ossos caneta, lápis, pincel,
mas tudo é vermelho
às vezes lágrima, dor.

para mim é difícil lidar com incapacidades
com falta
sinto-me seca e porquê não dizer "dry"
como em uma lavagem sem água
o tecido dos meus versos encolheu,
perdeu o cheiro, o sabor e, por isso...
momentos passam por mim como vento
esqueço desordens e alegrias
tudo é tensão e vontade de escrever novamente
algum poema que possa ser projetado numa tela de cinema
qualquer frase que possa se dizer poesia
tecendo assim com palavras teias emaranhadas de cores
em letras que nem acredito serem minhas
depois que o "iceberg" nascer.

17:56hs - 08/02/2008

Um comentário:

Three Love's disse...

uau... é impossível piscar ao ler o que vc escreve, quase não respiro; descobri você num outro blog e sigo no rastro dos seus poemas e delírios líricos me embebedando.
Beijos