6.1.09

Sobre cama, mesa e banho (I)

(olhares. com)


é uma dor boa de sentir
quando você me invade a boca
e morde meus lábios
e o fundo da minha língua

o útero responde com espasmos e beliscões
parece de vício
esse entorpecimento
esse sentir profundo

é um não entender
que se percebe

uma perfeição que se procura.

é raro esse sentir igual todas as vezes

essa saliva que se troca
é uma bomba que explode dentro de mim
e de ti

se isso é amor?

Um comentário:

Nícolas disse...

lindo poema! Curioso ninguém ter comentado, me fez viajar em suas palavras, delicadeza e força no ato de escrever, pra não rasgar o papel, mas arranhá-lo de leve com suas palavras.