28.8.09

1 poema para o CEP 20.000

das Canções Escorre a Poesia - CEP!

transformação na Cidade

Explica os Passos Caótico Experimentais

que Pulsam nas veias dos versos,

em verbos e frases

CEP!


[fonte da juventude ]


há dezenove

Chora o Elixir dos Prazeres

no ganir das guitarras

[Cordas vocais Envoltas em Perfume]


CEP!

Correr para Encontrar Palavras

Pessoas com sede de ouvir

tudo que dizem


o CEP faz com que a vida se aproveite


e ao celebrar hoje este momento

digo que;

CEP é sonho, é movimento, é caos

CEP é encontro, saudade, cerveja

Brindes, amigos, colheita

CEP é ganhar na mega-sena


Sentir-se sortudo, felizardo, abraçado, beijado

CEP é namorar


CEP é brincadeira, é trabalho, diversão

Diversidade, novidade, ação

TRANSFORMAÇÃO


Quem não se transformou com o CEP que atire o primeiro verso


Quem não se sentiu livre, poderoso, acolhido por aqui?


Quem quer festa?


Quem está vivo?


Quem me acompanha e grita comigo:

Viva um, viva mil, viva o CEP VINTEMIL

Dezenove vivas ao CEP


HIP HIP HURRA! Chacal


Estamos aqui para cantar parabéns para você

e receber cartas endereçadas corretamente,

porque elas,

assim como as encomendas

só batem em nossa porta

com Código de Endereçamento Postal


FELIZ DEZENOVE !!!


*Falei ontem no Sérgio Porto.

Acho que Chacal gostou.

Aliás o CEP ontem foi muito bom com: Tavinho Paes,

Os sete Novos, Pedro Lage,

Alberto Pucheu, Pedro Paz,

Mano Melo,

as Doidivinas, e +, +, +.


O CEP estava muito bem acompanhado

e apagou as velas com estilo;

como tinha que ser.


Parabéns CEP! E vida longa.


O texto dos SETE NOVOS sobre o CEP está sensacional!!! Clique aqui.

Um comentário:

pedrolago disse...

Fala meu passarinho.
Como estão todos passando por mudanças,
vou renovando.
Beijos
obs: arrebentou no Noblat hein!!!