4.6.09

sobre orquídeas e velhas canções (I)

Da série: Encantamento II
ou
Divagações em tom maior


Para Sir. Peter Lake

o que falar de algo
-perfeito-

como um poema perfeito
- o sentimento perfeito -

o abraço
-perfeito-

o que falar
das atitude perfeitas
da temperatura
-perfeita-


do imperfeito?
das (im)perfeições?

do despertar ainda com sono
da mania
de lavar as mãos
sem parar

dos vícios e hábitos?!

-das coisas boas, chatas e ruins-


do extrato bancário
do cheque voador
do "volto logo".

do celular não atendido
das visitas ao museu
do observar a natureza

dos pés na bunda
do enamorar-se.
do namorar
do beijo
- na boca-

dos beijos
- na testa-

que dizer
da nossa missão na Terra
das filosofias
da admiração?!

o que exclamar internamente
quando lemos algo
que nos arrepia
por inteiro

o que gritar do intenso
- quando como música -
nossos ouvidos inflamam
repentinamente

o que falar da dor
da alergia
da alegria

do medo
da falta.

- o que cantar da lua?-

o que é poema?
o que é poesia?

o que pode ser
amizade?

quando temos certezas?

quando vamos saber nosso propósito?
quando fazer algo sem querer?

quando deixar-nos invadir
de ternura?

quando o afeto e a afinidade viram linha tênue
- entre uma coisa e outra ? -

quando ser
lunático?

quando pensar
pensar, pensar...
achar...

-quando?-

concluir

Um comentário:

pedrolago disse...

Só você para me tirar um sorriso bobo que estou agora.
Muitos beijos minha linda!