4.1.07

Pedra de Gelo (alexandre frança)

Eu perdi muito tempo comigo
Mas perdi um pouco com você
Ainda durmo comigo do lado
E acho que no fundo é você
Falando uma frase de efeito
Enquanto adormeço
No escuro do quarto vazio
Você suspirava o momento
Em que a pele do vento
Do ar da minha boca
Me fez ter mais frio
A solidão é uma pedra de gelo
Derretendo por dentro
A droga de dormir

2 comentários:

Khalee Whiteagle disse...

Belas palavras, é verdade...
a simbiose que é possível de ser alcançada com outro ser vivo é muito legal...
\o/

beijos!!!!!

Anônimo disse...

Ele (França)é bom falando do amor em gelo.
Gelo é anti-inflamatório. Esquenta, quase ferve, mantendo a anestesia e as falsas impressões de que está tudo certo como dois e dois são cinco.
Gelo combina com silêncio.
Calor combina com estupor.
Andam juntos!!!!!!!!!
belo poema

Maris