18.12.06

aquele dia...

Em que mantive
oculto o sentimento
num sorriso escancarado

Beijos de esquimó
tocar narizes
suspense
deslumbre
vislumbre
penumbra
luz de velas

Longe vejo
o que não sei
existir

Escolho direções
palavras por dizer
olhar de céu estrelado
chove
dúvidas

Medos escondem-se
vãos cinzentos
no seu prédio sentada
portaria na cama
deitar-me a lado seu
desejo

Medo forte
imóvel pra não assustar

A sentir seu calor
permaneço
e te vejo
esparramado
onde podíamos
juntos
ocupar o mesmo
lugar no espaço
da cama.

Um comentário:

Mônica Montone disse...

Hummmm, coisa boa é ocupar o mesmo lugar da cama com quem se ama, ai, ai...

beijos, querida e feliz natal

MM

www.finaflormonicamontone.blogspot.com