15.12.06

Próxima Atração- Alexandre França

eu quero que você desapareça aos poucos
a lágrima que seca depois de alguns goles
se possível que desapareça à noite
como à noite a gente some no íntimo dos outros
mas antes deixa um vício consumir o que há de podre
nojo de si mesmio, amor demais, tudo que mente
as coisas que aprendi a odiar tomando um porre
o medo, por exemplo, mexendo com o que a gente sente.
eu quero falecer ao meio-dia
sem saber se o que eu sentia era morte ou solidão
agarre a minha mão agora e sinta
o calor que acumulei no decorrer desta canção
eu vou falar de amor na poesia
e eu vou lhe dar a flor, essa vermelha ilusão
vai tudo funcionar como eu queria
e você vai me perder ao terminar essa atração.

Um comentário: