26.10.06

Allen Ginsberg

"América eu te dei tudo e agora não sou nada.
América dois dólares vinte e sete centavos 17 de janeiro
de 1956
América não agüento mais a minha própria mente.
América quando acabaremos com a guerra humana?
Vá se foder com a bomba atômica.
Não estou legal não me encha o saco.
Não escreverei meu poema enquanto não me sentir legal.
(...)"

Um comentário:

carteirodopoente disse...

olá sachet,
como vai você? acabo de conversar com o poeta claudio willer e ele me disse de "o fim da américa".digitei no google : "o fim da américa allen ginsberg " e um dos resultados é o teu blog
beijos,
tadeu filippini