6.10.06

Maratona

Caminhei kilometros
Pra procurar sorrisos
Encontrei espera e possibilidades...

Percorri distâncias
Pra alcançar seu coração
Catei cacos pontudos na estrada...

Achei a chave de casa
Ela estava embaixo do tapete
Abri a porta
Entrei
Você no sofá,
Com a cerveja na mão,
Mudo como eu te deixei...

Voltei só prá buscar as dores- eu falei
Você não disse nada
Eu queria que você falasse mais uma vez comigo,
Mesmo que fosse aos gritos...

Nada que eu faça é suficiente...
Guardo as dores na mala
Você mudo
Com a cerveja na mão...

Fecho a porta
Você chora
Eu não desisti de procurar sorrisos...

3 comentários:

maristotelica.blogspot disse...

Lindo ! É ESSE QUE EU QUERO!
vOU ESCOLHER A IMAGEM PARA O OUÇO ESSASLETRAS1
LINDO RATINONA, RATINHA1

Robson Leite de Albuquerque disse...

Gostava do outro marron chocolate... mas uma rosa é uma rosa é uma rosa. Li-o todo ! Beijos mil, vou corrigir o endereço lá no Rocinante.

Juju Hollanda disse...

Ok Robson...
Esse aqui acho que dá pra deixar chocoltae...mas estou rosa por um tempo...rsrsrsrrsrsrsrs

se quiser deixe o endereço do outro mesmo, que tem lá o link para esse!!!

amei o poema que vc me "emprestou" pra ler aquele dia no Beco.

Bjos
Juju